terça-feira, 11 de agosto de 2015

Manifesto Anti- Campeonatos nas “inchas”* de verão na praia das Milícias

Manifesto Anti- Campeonatos nas “inchas”* de verão na praia das Milícias

* Inchas - em traços gerais são ondulações que são geradas a muitos milhares de kilometros, apresentam um periodo de ondulação alto e vêm em conjuntos de ondas (sets), ocorrem com maior relevo no período de verão na costa sul de São Miguel e atigem facilmente 4/5 metros de altura, popularmente conhecidas também como as marés de Agosto.
Foto de Marco Costa - "Inchas" (marés de Agosto) do verão de 2011, na Praia das Milícias


1- É importante salientar que este manifesto não é um ataque pessoal nem tão pouco um ataque à Associação, Patrocinadores, atletas, e entidades envolvidas na realização\apoio do evento.

2-  O presente manifesto não pretende retirar o mérito da Associação organizadora nem do trabalho que reconhecidamente têm desenvolvido na formação dos jovens surfistas açorianos, mas apenas e só, contestar a data da realização do denominado campeonato por convite "BPI elite surfers" (ver o cartaz aqui).

3-  Importa sublinhar que o presente manifesto é unicamente contra a realização do referido campeonato nesta altura do ano (altura das “inchas” de verão) e não contra os campeonatos em geral que se efetuam durante todo o ano e um pouco por várias ilhas dos Açores.

4- O manifesto anti- campeonatos nas "inchas" de verão na praia das milícias, prende-se apenas e só pelo facto do campeonato (que conta com um período de espera de 3 meses) se realizar numa altura em que chegam as melhores ondulações à praia das Milícias, como facilmente se pode comprovar pelas fotos de “inchas “de anos anteriores.

5- Para os leigos em campeonatos de surf, importa informar que durante a realização de um campeonato, os “free surfers” (surfistas que não estão a participar no campeonato) não podem estar na área de competição, o que, considerando as características da praia em questão, é extremamente penalizador para as dezenas de “free surfers” locais, visitantes e turistas, que ocorrem a esta praia durante a altura das “inchas” de verão.

6- Os “Free Surfers” locais, visitantes e turistas, têm todo o direito de usufruírem das grandes ondulações que aparecem nesta altura na praia das Milícias. Com a organização de campeonatos que visam ser realizados nesse período de tempo, consideramos que está a ser beneficiada uma minoria (os atletas convidados para o campeonato neste caso) em detrimento da maioria dos praticantes da modalidade (locais, visitantes e turistas), que ficam assim impedidos de poderem fruir destas ondulações, que como já foi dito, apenas ocorrem com esta dimensão neste período do ano.

7- Nunca houve  tradição de se realizarem campeonatos durante a época das “inchas” de verão na praia das milícias. Considera-se que este campeonato e outros que se venham a realizar no futuro, durante a altura das “inchas” de verão nesta praia, irão provocar um mal-estar geral entre os Free Surfers locais e visitantes e irão contribuir para uma maior animosidade, já existente, entre a comunidade local de praticantes de surf, como já é possível comprovar pela verbalização de várias dezenas de free surfers locais e visitantes, que não concordam com o timing da realização deste evento.


Pelo acima exposto somos totalmente contra a realização de campeonatos de surf durante o período de “inchas” de verão na praia das Milícias.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Por opção editorial, o exercício da liberdade de expressão é permitido, excluindo,todos os comentários anónimos com linguagem inapropriada, considerada abusiva, que serão imediatamente apagados. Nas caixas de comentários abertas ao público disponibilizadas pelo Wave Riders Açores em www.waveridersacores.com. Os textos aí escritos podem, por vezes, ter um conteúdo susceptível de ferir o código moral ou ético de alguns leitores, pelo que o Wave Riders Açores não recomenda a sua leitura a menores ou a pessoas mais sensíveis.

As opiniões, informações, argumentações e linguagem utilizadas pelos comentadores desse espaço não refletem, de algum modo, a linha editorial ou o trabalho do Wave Riders Açores.

O Wave Riders Açores reserva-se o direito de proceder judicialmente ou de fornecer às autoridades informações que permitam a identificação de quem use as caixas de comentários em www.waveridersacores.com para cometer ou incentivar atos considerados criminosos pela Lei Portuguesa, nomeadamente injúrias, difamações, apelo à violência, desrespeito pelos símbolos nacionais, promoção do racismo, xenofobia e homofobia ou quaisquer outros.