segunda-feira, 8 de junho de 2015

Rabo de Peixe pede intervenção "urgente" para zona onde se registam deslizamentos

Regional / 
http://www.acorianooriental.pt/noticia/rabo-de-peixe-pede-intervencao-urgente-para-zona-onde-se-registam-deslizamentos
O presidente da Junta de Freguesia de Rabo de Peixe pediu hoje uma "intervenção urgente" numa zona de risco junto à orla costeira daquela vila açoriana, onde ocorreu na sexta-feira "um deslizamento significativo de terra", sem causar vítimas.
 
Jaime Vieira disse à Lusa que se trata de "uma zona de risco já sinalizada", na "próximo da antiga esquadra da PSP", e onde "têm vindo a ocorrer, desde há uns tempos, pequenos deslizamentos".
Na sexta-feira, entre as 17:30 e as 19:00, ocorreu um desabamento "mais significativo", fazendo com que parte de uma garagem e de um muro tenham desabado.

"É uma zona já identificada onde não habitam pessoas. Mas parte de um miradouro já caiu. E os moradores do outro lado da rua estão preocupados com a situação", alertou o presidente da Junta de Freguesia de Rabo de Peixe, frisando que os habitantes ficaram ainda "mais preocupados", após o deslizamento de sexta-feira.
Segundo Jaime Vieira, "dia após dia a situação vai-se acentuando", pelo que defendeu "uma proteção urgente" e "um estudo" para aferir a "segurança" da zona, voltando a alertar para o "acentuar do processo de erosão" provocado pelo mar.
Na sequência da derrocada de sexta-feira, elementos do Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA) estiveram no local e vedaram a zona em perigo.
O Governo dos Açores garante que "já tinha assegurado todas as diligências com vista à desocupação dos imóveis em risco naquela falésia, tendo chegado a acordo com os proprietários para a sua demolição, que terá início na próxima semana".
As autoridades desaconselham a circulação ou permanência junto à crista da arriba.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Por opção editorial, o exercício da liberdade de expressão é permitido, excluindo,todos os comentários anónimos com linguagem inapropriada, considerada abusiva, que serão imediatamente apagados. Nas caixas de comentários abertas ao público disponibilizadas pelo Wave Riders Açores em www.waveridersacores.com. Os textos aí escritos podem, por vezes, ter um conteúdo susceptível de ferir o código moral ou ético de alguns leitores, pelo que o Wave Riders Açores não recomenda a sua leitura a menores ou a pessoas mais sensíveis.

As opiniões, informações, argumentações e linguagem utilizadas pelos comentadores desse espaço não refletem, de algum modo, a linha editorial ou o trabalho do Wave Riders Açores.

O Wave Riders Açores reserva-se o direito de proceder judicialmente ou de fornecer às autoridades informações que permitam a identificação de quem use as caixas de comentários em www.waveridersacores.com para cometer ou incentivar atos considerados criminosos pela Lei Portuguesa, nomeadamente injúrias, difamações, apelo à violência, desrespeito pelos símbolos nacionais, promoção do racismo, xenofobia e homofobia ou quaisquer outros.