quinta-feira, 20 de julho de 2017

Parabéns Frederico Morais

Foto e texto via observador
Foi a minha primeira final de sempre. É fantástico, uma grande mistura de sentimentos. Estar na água com Mick [Fanning], John John [Florence], Gabriel [Medina], Filipe [Toledo]… Foi uma semana de loucos.Defrontar campeões mundiais obriga a que estejamos sempre em grande, são campeões mundiais, os melhores surfistas do mundo e para conseguir ganhar temos de nos preparar para tudo, acreditando que é possível. Ser treinado pelo Dog Marsh [Richard Marsh] tem sido uma excelente ajuda, é o melhor treinador do mundo”, resumiu sobre a etapa em Jeffreys Bay, antes de deixar uma palavra para todo o apoio que recebeu de Portugal.
“É fantástico poder representar Portugal e ser o primeiro português a chegar a uma final do World Tour. Foi o Tiago que me introduziu ao surf a nível mundial. Quero agradecer a todos aqui, em casa. Obrigado Portugal!”, concluiu, numa pergunta que recordou a figura de Saca Pires no Circuito Mundial.

Nini Narvaez Summer Sliding

domingo, 9 de julho de 2017

Into Bliss

Into Bliss is a short inception into the mind of Jordan Rodin and an ode to the notion of free friction surfing. 
Far away from the competitive and commercial nature of surfing, and heavily inspired by Finless surfer Derek Hynd, Jordan embraces a free roaming approach, rekindling the emotions of why he fell in love with surfing in the first place. For the fun of it. No rules. No constraints. Into Bliss is an insight to the joys of free friction surfing and the sensations embraced by Jordan Rodin for his love of the ocean.

A Short film by Pierre David & Douglas Guillot, featuring Jordan Rodin.
Music by Talk Talk, The Rainbow, Album Spirit Of Eden, Music by The War On Drugs, Red eyes, Album Lost In the Dream.

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Rich Blundell a pioneer on building Hollow Wood Surfboards


"Rich's resume spans a rare combination of science, outdoor education, and filmmaking. These experiences provide Rich the sensibilities and skills to create effective, and compelling stories from around the world.
Philosophy: "My personal goal is to lead a life, and define a career, dedicated to environmentally and socially sustainable ideals. This philosophy is reflected in the films that I make. I strive to make a difference and look for projects that support worthy causes. My goal is to capitalize on emotion and storytelling to produce media enriched with meaningful messages."
Rich is the founder of Omniscopic Productions where he specializes in producing science and nature programming. He also write his "A Rich Worldview" Blog that promotes the scientific perspective.
These days Rich is busy producing science and nature films for ABC, NBC, National Geographic etc., building and surfing wooden surfboards, and planting trees via his "Tree to Sea" initiative, and working on his Masters Degree in "Science and the Public" from the State University of New York." via : The wild Classroom

You can check is work at Trea to Sea (Here)

Autocaravanas - Mercedes Sprinter

sexta-feira, 9 de junho de 2017

"Baleias estão a ser envenenadas por plástico no Mediterrâneo"



"As baleias estão a ser envenenadas no Mediterrâneo pela poluição com plástico, alerta hoje em comunicado a organização ambientalista Fundo Mundial para a Natureza (WWF, na sigla inglesa), quando se assinala o Dia Mundial dos Oceanos.
 

Numa altura em que decorre também, em Nova Iorque, a primeira Conferência dos Oceanos da ONU, a organização garante haver novas provas de contaminação com plástico em cetáceos no mar Mediterrâneo e diz que é uma tendência “em todos os mares do globo”.
A WWF analisou biopsias de quase 100 mamíferos marinhos (de três espécies de baleias) que vivem na reserva marinha de Pelagos e concluiu que a extensão da poluição por plásticos vai além das fronteiras da reserva e atinge todo o Mediterrâneo. Pelagos é a maior área marinha protegida do Mediterrâneo, localizada entre a Itália, a França e a ilha da Sardenha.
“O Mar Mediterrâneo e os oceanos em geral são sufocados todos os dias por tintas, produtos cosméticos e sacos plásticos. A nossa sociedade produz toneladas de plástico com efeitos irreversíveis nos nossos oceanos. No Dia Mundial dos Oceanos, a WWF alerta os consumidores, a indústria, os governos e as cidades costeiras para que eliminem o uso de plástico e reciclem os seus resíduos”, diz a organização no comunicado.
Também hoje, a propósito do Dia Mundial dos Oceanos, a associação espanhola Ambiente Europeu disse que a quantidade de pedaços de plástico a flutuar nos oceanos aumentou mais de cem vezes nos últimos 40 anos.
E disse que cerca de sete milhões de toneladas de resíduos são despejados nos mares e oceanos todos os anos.
Em Nova Iorque 193 países participam até sexta-feira na primeira conferência mundial da ONU sobre oceanos, tendo Portugal, através da ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, afirmado a disponibilidade para organizar a segunda conferência do evento, em 2020.
Portugal também vai entregar na conferência dez compromissos voluntários para a conservação dos oceanos, que vão da criação de mais áreas protegidas à redução da poluição no mar.
O Dia Mundial dos Oceanos assinala-se todos os dias 08 de junho, tendo sido criado pela ONU em 1992."

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Biarritz Surf Gang - Trailer (English subtitles)

Resorts a sair como se fossem pipocas...

Capa do Açoriano Oriental de 31/05/2017

Notícia publicada no Correio dos Açores online de 31.05.2017
"Vai chamar-se Hotel Monte Verde a nova unidade hoteleira de cinco estrelas que vai surgir dentro de um ano e meio na Ribeira Grande, mesmo em frente à praia que lhe vai dar nome. 
O novo hotel representa um investimento de 16 milhões de euros e é da responsabilidade do Grupo AçorSonho, que projecta assim a terceira unidade hoteleira do Grupo na costa Norte de São Miguel. O projecto de arquitectura é da responsabilidade da M-Arquitectos e apresenta-se como um “resort urbano” com uma forte aposta na vertente de bem-estar, com um Spa “com algumas novidades”, zona verde e acesso directo à praia através de um parque urbano. Com uma área total de 12 mil metros quadrados, o novo hotel terá três pisos com 153 quartos diferenciados e com capacidade máxima de alojamento para 400 pessoas. 
Além de sala de conferências com capacidade para 150 pessoas e um restaurante para 300 pessoas, o novo hotel deverá ser responsável por 70 postos de trabalho, beneficiando da requalificação da frente mar naquela zona, da responsabilidade da Câmara Municipal da Ribeira Grande, que ali fará surgir uma praça e um parque urbano. 
Um projecto que foi ontem apresentado ao Vice-presidente do Governo Regional, Sérgio Ávila, e que o promotor do Grupo AçorSonho prevê que “venha a ser mais um produto de sucesso tal como os que temos a funcionar”.
Victor Câmara especificou que o Hotel Monte Verde será “muito diferenciador já que tem uma forte componente de Spa e Wellness Center que vamos aliar à própria Ribeira Grande, que tem as termas e as caldeiras”. Apresentando-se como um hotel urbano, já que ficará localizado na Avenida Dr. José Nunes da Ponte, em frente ao Arquipélago-Centro de Artes Contemporâneas dos Açores, a nova unidade hoteleira terá também uma vasta zona verde e portanto “será urbano mas com características muito diferenciadas, um produto único”, afirmou Victor Câmara. 

sexta-feira, 26 de maio de 2017

"Açores vão eletrificar fajã da Caldeira do Santo Cristo mas data é desconhecida"

É evolução para muitos, para surfistas e bodyboarders mais puristas é uma destruição o que vão fazer na fajã da Caldeira do Santo Cristo. Turismo a quanto obrigas....


"A secretária regional da Energia dos Açores garantiu hoje que a fajã da Caldeira de Santo Cristo, na ilha de São Jorge, vai ser eletrificada, mas não avançou uma data para a concretização do investimento
 
"Estamos nesta fase a estudar, juntamente com a EDA, com a DRE [Direção Regional de Energia] e com a DRA [Direção Regional do Ambiente] a melhor solução para implementar e permitir a eletrificação da fajã do Santo Cristo”, afirmou Marta Guerreiro.
A secretária regional da Energia, Ambiente e Turismo falava aos jornalistas após ser ouvida em reunião da Comissão Permanente de Economia do parlamento regional, que decorreu em Ponta Delgada, na ilha de São Miguel, no âmbito de um projeto de resolução apresentado pelo CDS-PP de eletrificação daquela fajã.
Segundo Marta Guerreiro, considerou-se que a solução que “causa menos impacto visual, menos impacto ambiental, que tem um custo menor e que permite uma adaptação se necessário de futuro é a eletrificação através de cabo na rede de São Jorge que pode, na mesma, ter como fonte energias renováveis”.
A governante adiantou que está planeada para “muito em breve” uma deslocação de técnicos da Empresa de Eletricidade dos Açores (EDA) e da Direção Regional de Energia para avaliar qual o percurso de passagem de cabo que fará mais sentido.
“O que se pretende é dar conforto a quem lá vive de forma permanente ou de forma mais pontual. Não se pretende que esta eletrificação descaracterize aquilo que nós temos neste local ímpar dos Açores e a nível mundial”, declarou, adiantando que “a eletrificação para a iluminação pública não é algo que esteja previsto”.
Sem adiantar valores, a responsável acrescentou não existir nenhuma verba inscrita em Orçamento para este investimento, explicando que se trata de uma obra a executar em conjunto com a Eletricidade dos Açores.
A ilha de São Jorge tem mais de sete dezenas de fajãs, terrenos planos e férteis ao nível do mar que resultaram da acumulação de detritos na sequência de terramotos ou escoadas lávicas de erupções vulcânicas.
A 19 de março de 2016, as fajãs foram classificadas como Reserva da Biosfera pela Unesco - Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura.
Segundo o sítio na Internet Visit Azores, a fajã da Caldeira do Santo Cristo é reserva natural e área ecológica especial.
Considerada um santuário do 'bodyboard' e do surf, é também o único local nos Açores onde se desenvolvem amêijoas."
Notícia do Açoriano Oriental online

Ceylon Sliding

quarta-feira, 10 de maio de 2017

"Destruam as ondas e não as praias" - O Fado da praia de Santa Bárbara

Os Açores são ricos pelas suas belezas naturais, "Destruam as ondas e não as praias que ainda estão semi-selvagens". Podiam muito bem deixar livre de construção a zona costeira da praia de Santa Bárbara e construir esses resorts do outro lado da estrada que passa paralela a esta praia.

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Vai ser construído junto à Praia de Santa Bárbara um Hotel Resort de 260 camas e 70 bungalows no valor de 11 milhões de euros

"Destruam as ondas e não as praias"


"Um hotel  resort com capacidade para 260 camas em 70 bungalows, num investimento no valor de cerca de 11 milhões de euros, vai ser construído num terreno pertença da Câmara Municipal da Ribeira Grande, em frente à praia de Santa Bárbara e junto ao actual eco-resort, soube o ‘Correio dos Açores’.
A nova unidade hoteleira, propriedade de um grupo empresarial privado, foi ontem apresentada na Assembleia Municipal da Ribeira Grande por três promotores do investimento, Carlos Marques, Tiago Delgado e Gonçalo Boavida.
A Assembleia Municipal ouviu a explanação sobre o que vai ser o novo hotel resort que vai criar 60 postos de trabalho e autorizou a cedência do terreno da Câmara ao grupo privado.
O investimento vai ficar concluído no prazo de 24 meses.
Pela utilização do terreno camarário, o grupo privado assume o compromisso de deixar aberto ao público um parque de estacionamento para 200 lugares e criar no parque uma unidade de apoio ao surf.
O grupo empresarial dispõe na zona de outros dois terrenos com a configuração do terreno cedido pela Câmara, o que leva o Presidente da Câmara, Alexandre Gaudêncio a considerar este investimento “benéfico” para a economia local da Ribeira Grande numa altura em que o turismo está em franca expansão”.
Alexandre Gaudêncio está particulamente satisfeito com a dinâmica que o sector do turismo está a alcançar na Ribeira Grande, sobretudo, virado para o mar e tendo como produto turístico o surf, como também pelo aparecimento na cidade de pequenas unidades de alojamento local que criam posto de trabalho e levam os turistas a animar as ruas e o comércio local.
O autarca está empenhado em concluir a frente de mar da Ribeira Grande, num projecto que inclui a construção de uma nova ponte mais a Norte do que a actual para escoamento do trânsicto em direcção às praias e a Ponta Delgada e Lagoa e passeios para os locais circularem ao longo da beira mar tal como já o fazem hoje desde o complexo de piscinas."

terça-feira, 18 de abril de 2017

Hand Made

A portrait of Mark Rabbidge, a professional longboard surfer through the 80s who shaped many surfboards for champion surfers in the 80s/90s including his wife the 1990 world champ Pam Burridge Mark lives on the South Coast of NSW, Australia. He has always been connected to the ocean, and is constantly on the pursuit for uncrowded waves. His other passion is cars, and he builds them to suit his unique personality. Whether shaping a surfboard or building a car, the common thread is that they are always one of a kind.

HAND MADE from jonathan may on Vimeo.

terça-feira, 4 de abril de 2017

Longboarding Icon Belinda Baggs Might Be the Perfect Surf Mom

" Belinda Baggs is standing on the beach holding her son Rayson by the stretchy rubber of his wetsuit collar. He was struggling to slide into his suit, so mom’s using a little trick called gravity to get the job done. He bobs midair like a rock suspended in a sling shot before finally sinking into the suit. And in that moment, he’s superman – running down the beach like a madman with a cloud of sand at his heels as Ms. Belinda Baggs, an Australian beacon of logging elegance, trails a few paces behind. His energy is unmatched. But Bindy, as her friends call her, manages.
I will never forget the first image I saw of Belinda Baggs. It was a Surfer’s Journal cover shot by Dane Peterson – a little out of focus, speed-blurrish in all the right ways with Belinda perched elegantly on the nose of her board. Knees together, hips tilted at a forty five degrees to the horizon, and arms splayed just-so – the photo captures the trim and balance of a nose ride like nothing I’d ever seen. While at the Byron Surf Festival, we spent a few days with Belinda Baggs, a Newcastle native who once placed 3rd in the World Longboard Championships and has starred in many of Thomas Campbell’s films. In that time it became apparent that she navigates life as a mother and iconic-longboarder-turned-actual-Patagonia-employee (with a desk and everything) with similar aplomb.
“It’s such a great experience to be able to share the experience with a child,” says Baggs. “Being a surfing mom is really amazing. Sometimes tough. I guess it’s almost like an internal battle of like ‘Do I be really selfish and surf myself or do I take him surfing and let it go? Obviously, most of the time I choose to let it go and surf with him. And it brings a lot of calm and makes you go back to your roots of surfing, and remember when I learned and what it was all about, which was just having fun, being family, and enjoying the ocean.”
While Belinda Baggs says she doesn’t necessarily view herself as a leader in women’s surfing, it’s precisely her demure demeanor and palpable passion for being in the ocean – she’s also developed a nasty bodysurfing habit – that makes it so. Intentionally or not, as she balances Rayson (literally) on her back while juggling a 9’ 0” single-fin and a career that enables her to do the things she loves, she leads by example.
“I don’t really see surfing as gender specific,” says Baggs. “When I’m in the lineup, I just feel like I’m a surfer. I don’t want special hand outs because I’m a girl, and I don't expect to have waves taken off me because I’m a girl. I really don’t see myself different than any other mom or any other person that’s out there surfing or parenting. Once you cross that shore, it doesn’t matter whether you’re a see ear or whether your wealthy or whether you’re a mom, or how much money you make, or whether you’re a man or a woman, the ocean evens us all out." "
Longboarding Icon Belinda Baggs Might Be the Perfect Surf Mom from The Inertia on Vimeo.

quarta-feira, 22 de março de 2017

SeaDogs - The Wolfhouse Family True Story

"A short preview of the documentary film "Sea Dogs. The Wolfhouse Family True Story" produced by The Blue Lighthouse Production and Argonet. The film will be presented and aired on april 21th 2017. Sea Dogs is a project to help non-profit organizations as #surf4children involved to approach children with special needs to the sea and surf. Special thanks to everyone who has supported us and contributed to the realization of this project."

segunda-feira, 20 de março de 2017

Açorianidade - Cryptomeria Japonica Bonsai

Foto 1 - Bonsai de Criptoméria Japónica

A "nossa" Criptoméria está em voga, já está certificada, é vendida para o continente, EUA, e para outros países. Pessoalmente já trabalho, como "hobby", com a Criptoméria há muitos anos. Todas as minhas colmeias são feitas desta madeira, por ser leve e por se adaptar muito bem ao nosso clima, existem inclusive,  muitos apicultores do continente que preferem as colmeias feitas de criptoméria em vez das tradicionais colmeias de pinho, pois a redução de peso é bastante evidente, trazendo por si só, claras vantagens.
Mais recentemente fiz uma prancha de surf de criptoméria e fiquei bastante satisfeito com o peso final, pois as pranchas de surf ocas de madeira (Hollow wood surfboards) são significativamente mais pesadas que as tradicionais pranchas de surf de espuma de poliuretano. Nos Açores e no Continente existem já vários "shapers" (construtores de pranchas de surf) que usam a criptoméria como matéria prima, pelas suas óptimas características. 
Uma vertente que ainda não está explorada nos Açores com a "nossa "cryptoméria" são os Bonsais. Com a explosão das Low Cost  e com as centenas de turistas que nos visitam, um Bonsai de Cryptoméria, poderia ser um bom "recuerdo" para alguns turistas levarem dos Açores. Quem sabe num futuro próximo, os Bonsai de Criptoméria não sejam uma boa oportunidade de negócio!

Foto 2 - Bonsai de Criptoméria Japónica



Marca Açores - Cryptoméria

terça-feira, 7 de março de 2017

O Açoriano Pedro Correia com excelente prestação no Havai

O nosso conterrâneo, natural da ilha de São Miguel, Pedro Correia, teve um prestação notável na participação de uma etapa do campeonato do mundo de Bodyboard, que se realizou entre os dias 25 de Fevereiro e 6 de Março, no Havai. Na primeira ronda apanhou de "caras" com o hexacampeão mundial da modalidade, o brasileiro Guilherme Tâmega, e passou em segundo lugar, já nos quartos de final voltou a apanhar dois campeões mundiais Ben Player e novamente Guilherme Tâmega, e o campeão mundial da vertente DropKnee, o consagrado havaiano Dave Hubbard, mesmo assim o Pedrim não deixou os seus créditos por mãos alheias e conseguiu ficar à frente do havaiano, deixando uma marca de grande classe entre as potências mundiais do desporto.
Pedro "Pedrim" Correia



Quartos de final


Nature is always right. Mistakes are made by people


sexta-feira, 3 de março de 2017

Açorianidade - A boina do Corvo

Gonçalo Tocha foi o responsável  por colocar a boina da ilha do Corvo nas capas de jornais e nos media em geral, o realizador de É na Terra não é na Lua, usou a boina do Corvo e esta ficou-lhe como imagem de marca.
Gonçalo Tocha com a boina da Ilha do Corvo
Mais recentemente a jovem atriz Alice Albergaria Borges, desfilou no tapete vermelho do Festival de Cinema de Berlim com saia de folclore micaelense e gorro corvino, segundo notícia do Correio dos Açores (aqui)

Vitorino Nemésio se fosse vivo iria certamente gostar destas manifestações de AÇORIANIDADE.

Mais informações sobre a boina da ilha do Corvo (aqui)

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

"Droga é um flagelo em São Miguel"

Pois claro está, sem políticas estruturais nesta área, sem projectos que ocupem os jovens e os apoiem em boas práticas e em hábitos saudáveis o flagelo vai continuar. Que triste realidade a que chegou a nossa terra!

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

"Mar sem fim com apoios Açorianos" sem surfistas Açorianos

Parabéns ao micaelense Rui Soares pela excelente fotografia. Pena este projecto Mar Sem Fim que tem tido diversos apoios de empresas Açorianas, desta feita não ter integrado nenhum surfista Açoriano, como se pode constatar pelo texto abaixo, só integraram surfistas continentais e estrangeiros: 
 "Uma expedição realizada aos Açores, no final de janeiro, com Alex Botelho, António Silva, João Guedes e João de Macedo, bem como dois convidados especiais, Eric Rebiere e Sebastian Steudtner, acaba de ver selecionados alguns momentos para os Big Wave Awards que são anualmente empreendidos pela World Surf League. " in Surf Total 
Rider - João Macedo
Foto de Rui Soares

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017