domingo, 26 de julho de 2009

Jeff Hubbard wins the Peruvian Inka Challenge


O havaiano e ex-campeão mundial de bodyboard, Jeff Hubbard, venceu o Peruvian Inka Challenge, numa final disputada contra o peruano, Jorge Hurtado. Hubbard ganhou a etapa, com alguma vantagem, fruto de boas manobras que conseguiu realizar. De destacar um backflip, que efectuou numa onda para a esquerda, e um potente A.R.S. numa onda para a direita.

Esta prova teve como pontos positivos a revelação de mais um spot, com nível mundial e a presença de quase todos os top riders, notando-se a falta de Guilherme Tâmega, que poderia ter adicionado mais alguma emoção ao campeonato . Como pontos negativos saliente-se; uma péssima transmissão via web, uma má actualização das notícias e resultados dos heats (principalmente a partir dos quartos de final), e um prize money muito fraco, considerando que se tratava de uma etapa mundial.

2 comentários:

  1. Esse campeonato foi vergonhoso para a imagem mundial do Bodyboard

    ResponderEliminar
  2. Porque? Eu gostei bastante

    ResponderEliminar

Por opção editorial, o exercício da liberdade de expressão é permitido, excluindo,todos os comentários anónimos com linguagem inapropriada, considerada abusiva, que serão imediatamente apagados. Nas caixas de comentários abertas ao público disponibilizadas pelo Wave Riders Açores em www.waveridersacores.com. Os textos aí escritos podem, por vezes, ter um conteúdo susceptível de ferir o código moral ou ético de alguns leitores, pelo que o Wave Riders Açores não recomenda a sua leitura a menores ou a pessoas mais sensíveis.

As opiniões, informações, argumentações e linguagem utilizadas pelos comentadores desse espaço não refletem, de algum modo, a linha editorial ou o trabalho do Wave Riders Açores.

O Wave Riders Açores reserva-se o direito de proceder judicialmente ou de fornecer às autoridades informações que permitam a identificação de quem use as caixas de comentários em www.waveridersacores.com para cometer ou incentivar atos considerados criminosos pela Lei Portuguesa, nomeadamente injúrias, difamações, apelo à violência, desrespeito pelos símbolos nacionais, promoção do racismo, xenofobia e homofobia ou quaisquer outros.